Canon D5 Mark III o sonho dos cineastas independentes

Postado por em fev 18, 2014 em Banco de currículos | 0 comentários

Por Diego Meneghetti e Érico Elias, com consultoria de Thales Trigo

  • Faixa de preço: De R$ 10 mil a R$ 20 mil
  • Fabricante: Canon
  • Categoria: DSLR
  • Prós: Ótimo desempenho de foto e vídeo em ISO elevado
  • Contras: O sistema de foco automático é inativo durante filmagens
  • Avaliação: 89 / 100

Canon_5D_Mark_III_FRT-w-EF-50mm

 

Teste completo

Será que a Canon EOS 5D Mark III é muito melhor que a antecessora? A pergunta agita o mercado desde que a substituta da best-seller 5D Mark II foi lançada, em março de 2012. E se você está entre os que buscam essa resposta, confira este teste completo, feito com uma das primeiras 5D Mark III a chegar ao Brasil.

A missão do novo modelo não é nada fácil: tomar o lugar de uma câmera que fez tanto sucesso e pode ser até considerada um caso único na era digital.

Lançada em setembro de 2008, a 5D Mark II trouxe como grande novidade a capacidade de gerar vídeos em resolução full HD, aspecto que, asso- ciado ao sensor de quadro cheio, dotava o modelo de uma enorme vantagem diante das concorrentes.
A Mark II logo caiu nas graças do mercado de produtoras de cinema e vídeo e também foi a responsável pela migração de muitos profissionais da fotografia para a imagem em movimento. Finalmente, uma câmera fotográfica profissional garantia a possibilidade de filmar com qualidade, consistindo em um produto híbrido que ganhou adeptos entre fotógrafos e filmmakers. Assim, por pouco mais de três anos, a 5D Mark II reinou absoluta.

Na esperada 5D Mark III, o principal avanço com relação à filmagem está na nova opção de compressão de arquivo ALL-I, com menor perda de qualidade. A Mark III também apresenta melhorias significativas no desempenho em ISO elevado, reflexo do aprimoramento do sensor e do processador de imagens. Já a resolução do sensor aumentou muito pouco: de 21 megapixels (MP) para 22,3 MP.

Graças ao novo processador Digic 5+, a Mark III ficou mais ágil, atingindo velocidade de 6 imagens por segundo no disparo contínuo. O sistema de foco automático foi um dos recursos que mais avançaram, passando a contar com 61 pontos ativos (na antecessora eram apenas 9 pontos).

Na pressa, talvez para colocar logo seu produto em circulação, a Canon acabou esbarrando em problemas técnicos. Verificou-se que, quando a iluminação extra do visor LCD era acionada, causava um vazamento de luz que alterava a leitura do fotômetro em até dois terços de ponto na exposição. Um problema pequeno, pois o uso do recurso é ocasional. Mesmo assim, as vendas tiveram de ser temporariamente sus- pensas. Felizmente, a fabricante já solucionou o percalço, passando a inserir uma fita preta no visor para evitar os vazamentos internos de luz.

Antes de a Canon perceber e consertar o light leak (como o defeito ficou conhecido), alguns fotógrafos já haviam comprado a câmera, disponível em poucas lojas do exterior. É o caso do paulistano Gilmar Bezerra, que estava de férias nos EUA e aproveitou para adquirir a nova 5D Mark III. Com ela, Gilmar fez fotos da visita da família à Disney, ocasião que usou para testar o novo “brinquedo” – as imagens feitas por ele ilustram essa matéria de teste.

De volta ao Brasil, Gilmar repassou suas considerações sobre a câmera a Fotografe e disponibilizou a 5D Mark III para o teste em profundidade. Mesmo com todo o marketing criado em torno do modelo, a nova DSLR da Canon não deve gozar da mesma “vida fácil” da antecessora. Isso porque a Nikon finalmente conseguiu dar uma resposta à altura, com o lançamento da D800, de 36 MP e qualidade comparável de vídeo.

A Canon EOS 5D Mark III é vendida pelo preço oficial de R$ 17 mil (só o corpo) no Brasil (é encontrada por R$ 8,5 mil no mercado paralelo e custa US$ 3.200 nos EUA).

 

Teste de desempenho

A 5D Mark III tem o mesmo porte da antecessora. É bastante robusta, com empunhadura ampla, corpo vedado e acabamento emborrachado nas regiões que o fotógrafo manuseia com maior intensidade. O peso total da câmera, com bateria e cartão, é de 950 gramas.

canon5Dmk3_engenharia

A alavanca para acionamento é montada abaixo do disco de seleção de modos de exposição. O disco tem acabamento emborrachado para maior estabilidade na hora de apoiar o dedo para girar. A trava no centro acaba atrapalhando, em vez de ajudar, pois torna a troca mais lenta.

Todas as conexões da câmera foram posicionadas na lateral esquerda, protegidas por duas tampas de borracha independentes. De um lado, estão as conexões HDMI, USB e saída para fone de ouvido, que permite monitoramento do registro de áudio dos vídeos. Do outro, estão a entrada para microfone externo e os encaixes para cabos de sincronismo de flash e disparador.

O visor de pentaprisma é amplo, com cobertura de 100%. O monitor fixo de 3,2 polegadas (1 milhão de pontos), com proporção de 3:2, é plenamente incorporado ao corpo da câmera, sem ficar projetado para trás. O modelo con- ta ainda com o tradicional display LCD na parte superior direita, que exibe informações completas sobre regulagem, bateria e disparos restantes.

Como na antecessora 5D Mark II, o novo modelo não tem flash embutido. Por outro lado, conta agora com duas entradas para cartão de memória, nos padrões SD e Compact Flash (CF), o que garante maior versatilidade.

A bateria LP-E6 (7.2 v, 1.800 mAh) tem duração de carga estimada em 950 disparos, quando se fotografa usando o visor. A 5D Mark III oferece grip vertical e módulo GPS vendidos à parte.

 

Interface

A 5D Mark III permanece uma câmera com interface simples e direta, com foco em fotógrafos profissionais e sem preocupação com didatismo. O controle de velocidade e abertura é feito pelo disco superior, enquanto a compensação de exposição é regulada pelo disco inferior, que fica ao lado do monitor (com exceção do modo manual, em que abertura e velocidade são reguladas em cada um dos discos).

canon5Dmk3_interface2

Todos os botões para acesso às principais regulagens estão ao alcance da mão direita do fotógrafo. Na parte superior, estão os botões para modos de medição, foco e disparo, além de balanço de branco, compensação de exposição do flash e sensibilidade ISO.

As demais regulagens principais, como formato, resolução e compressão de arquivos, estilos de captura e personalização de controles, são acessadas facilmente pelo botão Q, que dá acesso a um prático menu de disparo. O botão M-Fn, ao qual o usuário atribui sua função predileta, foi adicionado ao lado do disparador.

A 5D Mark III ganhou botão na traseira para acionamento rápido do modo de imagem ao vivo. Uma chave montada em conjunto com o botão permite alternar entre fotografia e filmagem de forma bastante prática. O comando é igual ao da EOS 7D e vem para facilitar o acionamento da captura de vídeos.

Mesmo quando a alavanca está posicionada na opção vídeo, é possível fazer capturas de foto, inclusive em RAW. As fotos realizadas nessa situação vêm com barras horizontais para respeitar o enquadramento da filmagem, que tem proporção de tela de 16:9.

Os modos de exposição disponíveis estão restritos ao essencial: A+ (automático completo, incluindo sensibilidade e balanço de branco), P (Programa), Tv (prioridade de velocidade), Av (prioridade de abertura), M (manual) e B (bulb), para longas exposições. Além disso, ela oferece três opções configuráveis pelo usuário (C1, C2 e C3).

O modo de exibição de imagens é despojado, porém muito prático. Com o disco grande na traseira, o usuário passa pelas fotos, com o disco pequeno na parte superior, controla o zoom e, com o joystick, realiza a navegação no interior da foto ampliada. No modo miniatura são mostradas quatro ou nove imagens. Há um botão feito somente para classificação das fotos com estrelas (de uma a cinco), o que permite fazer uma pré-triagem do material registrado.

O menu geral tem visual sóbrio e dividido por cores. A disposição dos itens ao longo das pastas é um pouco aleatória. No entanto, o usuário conta com a possibilidade de criar um menu próprio (My Menu), concentrando as configurações mais acessadas.

 

Recursos e tecnologia

Um dos upgrades mais significativos da 5D Mark III está no modo de foco automático. Com 61 pontos, é extremamente eficiente, tanto no modo simples como no servo, como era de se esperar de uma câmera desse porte. O foco no modo de imagem ao vivo, por outro lado, permanece lento, baseado em apenas uma área ampliada. O uso do joystick ajuda nesse caso, pois permite direcionar com facilidade a área de foco para qualquer região do enquadramento.

Durante a captura de um vídeo, o foco automático fica indisponível. Ao pressionar o botão de zoom, a área central é ampliada em 5 e 10 vezes, o que permite conferir com precisão se o foco está “cravado” no lugar correto.

A Mark III vem com maior capacidade de processamento. Ela realiza disparos contínuos em velocidades de 3 ou 6 imagens por segundo, limitados a 15 fotos consecutivas em formato RAW e sem limitações para JPEG. O foco automático permanece ativo e efetivo durante o disparo contínuo.

Com relação à captura de vídeos, o modelo continua a ostentar as mesmas marcas que consagraram a série. Filma na resolução máxima de full HD em 24,25 e 30 fps,e atinge 60 fps em HD. Uma melhora significativa parece ter vindo da compressão de vídeo. O usuário pode agora escolher entre os modos de compressão ALL-I (bitrate de 685 MB/min) e IPB (235 MB/min), enquanto no modelo antigo apenas o último estava disponível. É possível ainda fotografar durante a gravação de um vídeo, mas isso causa um engasgo no resultado final, independentemente da resolução ou do formato usado, o que torna ineficiente o recurso.

Usar a 5D Mark III para fotografar no modo de imagem ao vivo ainda traz algumas limitações. Além do foco automático lento, a câmera exige um considerável intervalo para que a imagem ao vivo seja exibida. Fora isso, foi verificado um ligeiro atraso entre o mo- mento do disparo e o momento registrado na imagem.

Vale destaque o eficiente horizonte virtual, que funciona tanto no monitor, nas posições horizontal e vertical, como no visor, com uso dos pontos de foco para indicar o nivelamento. O modelo passou a oferecer também recursos de HDR e múltipla exposição.

 

Qualidade de imagem

canon5Dmk3_qualidade1

 

Especificações

canon5Dmk3_detalhes

 

 

Ficha técnica

  • Sensor: CMOS full frame (24 x 36 mm) de 22,3 MP
  • Monitor: LCD de 3,2”, com 1.040 mil pontos
  • Visor: pentaprisma com 100% de cober tura
  • Cartão de memória: slot para cartões SDXC e CompactFlash
  • Resolução de imagem: 5.760 x 3.840 pixels
  • Objetiva: encaixe EF
  • Gravação da imagem: JPEG, RAW (CR2) e combinado RAW+JPEG
  • Vídeo: full HD (30, 25 e 24 fps), áudio mono
  • Balanço de branco: auto, luz do dia, nublado, sombra, halógena, manual
  • Velocidades: 1/8000s a 30s
  • ISO: 100 a 25.600, em passos de 1/3 de ponto (expansível até 102.400)
  • Perfis de cor: sRGB, Adobe RGB
  • Autofoco: 61 pontos
  • Modos de exposição: auto, manual, programa, prioridade de abertura e de velocidade, bulb personalizado (3)
  • Disparos contínuos: 16 imagens por segundo
  • Alimentação: bateria LP-E6 (7.2 v, 1.800 mAh
  • Onde encontrar: Loja oficial da Canon ou em lojas especializadas
  • Preço: R$ 17 mil (oficial, só corpo)

 

Fotos com a câmera

Foto 1: 80 mm, 1/80s, f/7.1, ISO 100, WB auto / Foto: Gilmar Bezerra

Foto 2: 70 mm, 1/100s, f/4, ISO 5.000, WB auto / Foto: Gilmar Bezerra

 

Avaliação

A Canon EOS 5D Mark III honra a fama e os recursos da sua antecessora. Ela combina um porte robusto e bom acabamento a um sensor de quadro cheio de ótimo desempenho em altas sensibilidades, aspecto ligeiramente melhor em relação à 5D Mark II.

A entrada para cartões de memória SD foi muito bem-vinda por conferir maior versatilidade à câmera. Outros avanços significativos estão no sistema de foco automático e na capacidade de processamento de dados.

Embora tenha ganhado novo modo de compressão para arquivos de vídeo, nada mudou com relação à resolução e frame rate de filmagem.

A 24-105mm f/4L teve bom desempenho em conjunto com a 5D Mark III, revelando-se uma ótima alternativa para a 24-70 f/2.8, por ser mais barata e ter maior zoom, apesar de ser um ponto mais escura.

- See more at: http://www.fotografemelhor.com.br/testes-de-cameras/canon-eos-5d-mark-iii/#sthash.FJFvOfQ8.dpuf

Compartilhar/Favoritos

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>