Cinema brasileiro presente no Festival Internacional do Cinema Independente da Argentina

Postado por em mar 27, 2014 em Agenda | 0 comentários

A 16ª edição do Bafici – Festival Internacional de Cinema Independente de Buenos Aires, que acontece entre os dias 2 e 13 de abril na Argentina, terá uma quantidade expressiva de brasileiros em diversas seções – Competição Internacional, Panorama, Baficitos e nas mostras Foco/Retrospectiva – são 25 filmes nacionais em exibição e dois projetos participantes do BAL (Buenos Aires Lab): Ela volta na quinta”, de André Novais Oliveira, e “Coiote”, de Sérgio Borges, com produção de Luana Melgaço.

O longa “São Silvestre” de Lina Chamie, e o curta “Fernando que ganhou um pássaro do mar”, de Felipe Bragança, estão na seção Panorama – Vanguarda e Gênero. Já o longa “Castanha”, de Davi Pretto, foi selecionado para a competição internacional do evento. “Castanha” e “São Silvestre” chegaram ao curador do Bafici, Javier Porta Fouz, que esteve no Brasil em novembro do ano passado, por meio do programa Encontros com o Cinema Brasileiro.

O programa é uma iniciativa conjunta da Ancine e do Ministério das Relações Exteriores, com o objetivo de trazer ao Brasil os curadores dos principais festivais internacionais de cinema do mundo, a fim de que possam conhecer filmes brasileiros de produção independente.

Também compõem a seção Panorama os filmes “Casa grande”, de Fellipe Barbosa; “Educação sentimental”, de Júlio Bressane; “Dominguinhos”, de Joaquim Castro, Eduardo Nazarian e Mariana Aydar; “O mestre e o divino”, de Tiago Campos; “Depois da chuva”, de Cláudio Marques e Marília Hughes, que faz sua estreia no evento depois de ter participado do BAL 2013; e os curtas “O arquipélago”, uma coprodução Brasil-Chile de Gustavo Beck, e “Tremor”, de Ricardo Alves Jr.

Outros filmes nacionais estão na seção Esportivo Bacifi (“Santos, 100 anos de futebol arte”, de Lina Chamie), na retrospectiva Robert Fenz (o curta “Meditações sobre a revolução – parte II” é uma coprodução entre Brasil Estados Unidos) e na mostra Baficito, dedicada ao público infantil (o Brasil será representado por “O menino e o mundo”, longa-metragem de Alê Abreu, e pela animação “A Tropa de Trapo na Selva do Arco-íris”, de Alex Colls, uma coprodução brasileira com a Espanha e Portugal). O cineasta Cao Guimarães, que faz parte do júri (juntamente com as brasileiras Ilda Santiago e Lina Chamie), terá uma mostra retrospectiva, com três de seus longas e nove curtas-metragens.

Fonte : http://www.vermelho.org.br/

Compartilhar/Favoritos

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>