Festival de Cinema de Gramado

Festival de Cinema de Gramado

Em 1973 um importante e tradicional Festival de Cinema, o de Brasília não iria se realizar devido a uma decisão radical e absurda de membros da ditadura.

Carlos G. Matos Jr, Presidente do Instituto Nacional do Cinema, avisado com antecedência dessa proibição, para não deixar a classe cinematográfica sem a sua festa principal, busca bem longe de Brasília, longe dos olhos dos militares, lá na Serra Gaúcha, um lugar para realizar um Festival de Cinema.

Daí nasce o 1º Festival de Cinema de Gramado. O filme que ganha o primeiro Festival, Toda Nudez Será Castigada, de Arnaldo Jabor, estava censurado para exibição pública no Brasil. Mas graças a um merecido premio, principal do Festival, que ganha no Festival de Berlim, ele se torna conhecido em todo mundo e a ditadura é obrigada a aceitar a sua exibição no Brasil.

Só isso já marca a importância do Festival de Gramado.

Mais tarde, graças aos esforços dos cineastas que lutavam contra a ditadura, o Festival de Brasilia volta a se realizar. Mas o 1º Festival de Cinema de Gramado, havia sido um sucesso e não havia sentido em interrompe-lo.

Carlos G Matos Jr então realiza então o 2º Festival de Cinema de Gramado. Nesse ano ganha o filme “ Vai Trabalhar Vagabundo “ de Hugo Carvana  Em 1975 Carlos já não era mais Presidente do INC, havia se tornado produtor para America Latina da CIC, (Cinema International Corporation – Paramount),  mas o novo Presidente do INC, Alcino Teixeira de Melo, com muito bom senso, dá continuidade ao Festival e de lá para cá o Festival de Gramado, com o mérito e  esforço da prefeitura da cidade,  se tornou o principal evento cinematográfico da America Latina.

Todas essas informações e muito mais ainda, voces podem encontrar em um livro comemorativo dos 30 anos do Festival de Gramado

A origem do Festival de Cinema de Gramado

Compartilhar/Favoritos