Instituto Nacional do Cinema

INC

Carlos Guimaraes de Matos Jr. foi Presidente do Instituto Nacional do Cinema, (INC), autarquia federal , que hoje pode ser comparado a ANCINE. À época, o INC tinha como objetivo estimular, através da ação governamental, a produção de cinema no Brasil, assim como as atividades paralelas, como infraestrutura de laboratórios, importação de equipamentos, normas de distribuição e exibição de filmes brasileiros, estímulo à produção de filmes de curta e longa-metragem, realização de mostras e festivais, promoção do cinema brasileiro no exterior, além da fiscalização do mercado cinematográfico brasileiro

Todas essas ações eram previamente normatizadas através de resoluções que tinham força de lei, aprovadas tanto pelo Conselho Consultivo, formado por representantes da classe cinematográfica, como pelo Conselho Deliberativo, formado por representantes de diversos órgãos do governo federal

A resolução que fosse aprovada pelos dois Conselhos era sancionada pelo Presidente do Instituto Nacional do Cinema e tinha força de lei.

Cabia ao Instituto Nacional de Cinema o incentivo e a normatização dos Festivais e Mostras do Cinema Brasileiro.

O Instituto Nacional do Cinema publicava importantes revistas como Filme Cultura, Guia de Filmes e o catálogo Brasil Cinema.

Dentro do Instituto Nacional de Cinema, havia o Departamento do Filme Educativo, dirigido por muitos anos pelo cineasta Jurandir Noronha. A função do Departamento era estimular e co-produzir filmes educativos para escolas e cinemas e muito dos curtas metragens da época vieram daí.

Compartilhar/Favoritos